sexta-feira, 2 de novembro de 2018

Réquiem

Hoje acordei pensando em você
que se foi tão cedo, tão de repente,
sem se despedir.
Hoje lembrei seu sorriso,
seus erres arrastados e esses sibilantes,
nossa juventude cheia de sonhos e planos.
Me lembrei das noites de estudo na serra,
dos fins de semana na praia,
dos nossos heróis que também já se foram,
voando...
É incrível imaginar que você não vai estar
do outro lado do telefone, irmãzinha,
quando eu ligar...
Hoje, acordei e pensei em você.

O vazio foi preenchido de saudade.


segunda-feira, 13 de agosto de 2018

Hai kai de inverno.

A lua rindo
fria no céu escuro
cinicamente.

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Capelinha

Lá tinha uma capela
Na beira da estrada
Pequena, singela,
Branca, caiada
Do topo da colina
Guardava a invernada
As crianças com respeito
Faziam o sinal da cruz
Espichando o olhar
Para aquele raio de luz
Que caia no altar
Bem em cima de Jesus.
Mas era a Santa Maria
Que sempre nos sorria
Quem nos fazia
Acreditar.

Os anos foram passando
A estrada desviada.
Não há mais a capela,
Nem o gado, nem mais nada


quinta-feira, 28 de junho de 2018

Morreu.

Morreu mais um.
Um filho da mãe
um filho de mãe
um filho
uma mãe
Morreu.
Está ali
largado no chão
O sangue escorre.
Ele correu,
A bala foi mais
mais que perdida,
a bala ganhou,
a bala entrou
sem bater.
Morreu
mais um.
Mais um silêncio
mais um grito
morto no peito.
O nome?
Não sei.
É mais um.
Morreu.
Amado filho
da mãe
o filho da puta,
o filho da pátria amada.
Morreu.

Matrioska

Comprei para ela uma Matrioska.
Um amuleto, um augúrio, uma memória.
Neste ano, de Copa na Rússia, foi um achado. Ela vai lembrar pela vida deste fim de semana que passamos juntos ao olhar as bonequinhas na prateleira.
Vai lembrar que tem o poder de transformar seu momento ruim em algo de bom. Que não somos obrigados a amargar os fracassos se pudermos construir uma alternativa. E às vezes é só uma questão de escolha.
Matrioskas são símbolos de família, de continuidade.
Matrioskas são sonhos para serem realizados e renovados. Matrioskas são desejos de sorte e boa fortuna.
Cinco bonequinhas que representam cinco chances.
De mãe para filha.

PS: E também dei a ela um Daruma. Pelo sim, pelo não.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

2018, ou não.

E agora que já festejamos, vale lembrar A. Einstein: “A distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente.” 
Tempo é só uma ilusão. Assim, não importa se aquilo que  chamamos de ano começou ontem, anteontem, ou começará amanhã. O ano, o tempo,inventamos nós. Ou não. A festa é nossa, ou não. 
Mas a ilusão, ah, esta nos pertence. 

Que seja grandiosa então!

domingo, 24 de dezembro de 2017

Feliz Natal

(Este texto é de 2016)

Feliz Natal, gente! Simples assim.
Divirtam-se se puderem, festejem, se puderem. Demonstrem  seu afeto.
O tempo passa depressa demais.
Não precisa ter presente, não precisa roupa nova, maquiagem, nada disso.
Só é preciso um pouco de boa vontade, um pouco de carinho. Sorrir, se der.
Criar memórias, criar vínculos.
Se não der, bom Natal mesmo assim. Que a noite seja mansa e tranquila. Que a dor seja passageira ou pelo menos suportável. Que os incômodos sejam fugazes. Mais fugazes que nós mesmos.
Feliz Natal, porque felizes deveriam ser todos os dias.